29 de abril de 2012

O menino e o mar


Pisou por vez primeira
A areia fina
Trazendo o cheiro verde das montanhas
Entranhado no horizonte pequenino.

Não foi preciso que adentrasse o mar.
Antes, cuidara o mar
De entrar por inteiro no menino.

Poema do livro Canção para despertar os pássaros & novos planos de voo.

2 comentários:

jose claudio disse...

Experimetei esse sentimento quando (criança) viajava todos os anos pela estrada de ferro Vitória a Minas para ir a Jacaraípe deliciar com aquele mundão dágua! rsrs

Muito bom, Adlei!

Grande abraço e obrigado pelo carinho da presença durante a minha longa ausência. paz e bem.

Ádlei Duarte de Carvalho disse...

Caro amigo José Cláudio, agradeço o carinho de sempre e, claro, a sempre presença das suas linhas bem escritas no blog de sua autoria, que visito com gosto porque revela sempre o que há de melhor na nossa existência: O amor e todas as suas luzes!

Forte abraço!