14 de dezembro de 2008

A Dança

A vida não nos conta a verdade
Tão clara e despretenciosamente
Feito uma semente,
Um riso de criança.

Há tantos rios a correr,
Tantos estágios,
Tanta terra a vencer,
Muitas pedras,
Lágrimas, naufrágios…

Tanto vazio
Em tanta abundância,
Tanto se encontrar
Em se perder!

Nos descaminhos
É que a verdade se oculta.

No tropeço
Se esconde a dança.

Poema do livro Palavras Veladas.

Nenhum comentário: